Apresentação

Apresentação

A Rede Nacional de Métodos Alternativos ao uso de animais (RENAMA) foi criada recentemente através da portaria nº 491, de 03 de fevereiro de 2012, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Sua criação vem ao encontro do panorama internacional que fomenta e privilegia o princípio dos 3Rs.

A proposição dos princípios dos 3Rs (Replacement, Reduction and Refinement) por Russel e Burch em 1953 foi um marco para o uso de animais em experimentação e no desenvolvimento de métodos alternativos ao uso de animais.

A Redução (Reduction) significa a obtenção de nível equiparável de informação com o uso de menos animais em experimentação; o Refinamento (Refinement) promove o alívio ou a minimização da dor, sofrimento ou estresse do animal utilizado na experimentação e a Substituição (Replacement) significa que o nível equiparável de informação é alcançado sem o uso de animais vertebrados vivos. 

A criação da RENAMA permite a existência de uma infraestrutura laboratorial e de recursos humanos especializados capazes de implantar métodos alternativos ao uso de animais e de desenvolver e validar novos métodos no Brasil.

A RENAMA é composta por duas categorias de laboratórios (Laboratórios Centrais e Laboratórios Associados) e é supervisionada pelo Conselho Diretor da Renama.

Os objetivos da rede são:

I – estimular a implantação de ensaios alternativos ao uso de animais através do auxílio e do treinamento técnico nas metodologias necessárias;
II – monitorar periodicamente o desempenho dos laboratórios associados através de comparações interlaboratoriais;
III – promover a qualidade dos ensaios através do desenvolvimento de materiais de referência químicos e biológicos certificados, quando aplicável;
IV – incentivar a implementação do sistema de qualidade laboratorial e dos princípios das boas práticas de laboratório (BPL); e
V – promover o desenvolvimento, a validação e a certificação de novos métodos alternativos ao uso de animais.

A RENAMA disponibilizará através de uma rede de Laboratórios Associados as metodologias reconhecidos pela OECD (Organization for Economic Cooperation and Development), observando os princípios de boas práticas de laboratório. Contribuindo, desta forma, para a garantia da qualidade dos serviços ofertados ao setor produtivo e o aumento da sua competitividade internacional. 

____________________________________________________________


 

FOTO BANNER_1

MÉTODOS  ALTERNATIVOS

FOTO-BANNER_2

VALIDAÇÃO DOS MÉTODOS

FOTO-BANNER_3

BOAS PRÁTICAS LABORATORIAIS